Como Dizer aos Meus Familiares que Me Tornei Muçulmano? [Parte 2]

Novos Muçulmanos

Lidar Com Seus Irmãos e Irmãs

Muitos têm pelo menos um irmão, e é importante para tratar com cada irmão individualmente. Se és um adolescente, isso significa falar com cada um de seus irmãos mais velhos e mais novos e deixá-los fazer as perguntas que desejem sobre você. Deixe-os saber que ainda és a mesma pessoa com a qual conversavam e que ainda és seu irmão ou irmã. Enfatize o fato de que ainda os ama, especialmente se eles são menores ou muito jovens para entender o por que tu não ires mais à igreja. Acima de tudo, verifique se você está atuando como um bom exemplo tanto para os seus irmãos mais novos quanto aos mais velhos.

Se és um adulto, terás muitas chances de que existam algumas “questões pendentes” entre você e seus irmãos e, provavelmente, não falarás com alguns deles. Também existe maior probabilidade de que todos eles estejam vivendo em diferentes cidades e estados e até mesmo países. No caso dos seus irmãos mais velhos é melhor escrever uma carta ou fazer uma ligação telefônica onde podes claramente explicar sua decisão e responder a todas suas duvidas. Prepare-se para alguns ressentimentos que possam surgir especialmente àqueles relacionados com incidentes ocorridos na infância.

Não os recrimines caso eles ficarem magoados, dê a eles um tempo para superar qualquer desconforto que possam sentir: isto pode ser algo mais profundo do que a tua escolha em se tornar muçulmano. Garanta a eles que você continua sendo o mesmo irmão ou irmã que gosta de comer pizza ou de assistir jogos de futebol na televisão.

Caso tenhas alguma desavença com um irmão, é melhor que evites em comunicar a tua decisão em grupo, até que possam chegar a um entendimento mútuo como uma família que são.

Para Todos os Novos Muçulmanos

O mais importante é não deixar que te arrastem para uma discussão de “cristianismo x Islam” ou “judaísmo x Islam” ou “ateísmo x Islam” ou qualquer outro tipo de discussão religiosa com seus pais ou outros familiares.

Sei de vários novos muçulmanos cujo os pais ou irmãos pertencem e são ativistas de igrejas evangélicas que foram perseguidos, tentados e condenados por eles. NÃO PERMITA QUE ELES TE ARRASTEM PARA UM CONFLITO RELIGIOSO DE FORMA ALGUMA.

Se algum dos teus familiares te julgar severamente (por exemplo, te dizem: Você é um adorador do Satanás e irás para o inferno!”). Não responda da mesma forma! Caso o seu relacionamento, fora esta diferença religiosa, pode ser salvo, então, evite qualquer discussão religiosa até que todos tenham o desejo de realizá-la de forma mais tolerante e civilizada e que você esteja preparado com fé conhecimento correto do Islam o suficiente para argumentar seus questionamentos. Caso ainda não o possuas, corra atras do conhecimento com alguém que realmente os possua, mas faça isso não para rebater as perguntas de seus familiares, mas sim, para seu próprio engrandecimento da fé,  do conhecimento correto islâmico, da harmonia e da obediência com Allah.

A segunda sugestão é não deixar tornar a si mesmo um evangelizador militante. Evite tentativas agressivas e contínuas para converter os membros de sua família, pois isso só trará ressentimentos e separação entre vocês. A chamada para o Islam deve ser uma chamada suave e gentil, e a melhor maneira de fazer Da’wah para sua família é você mesmo se tornar um exemplo vivo do Islam. Se tu as persegue, as pessoas se tornam extremamente teimosas quando confrontadas e não cedem perante qualquer coisa. Sendo assim, tu não deves provocar a tensão entre você e teus familiares.

Finalmente, não te deixes desmoralizar ou entristecer pelos comentários antisilâmicos ou islamofóbicos que teus pais ou familiares possam fazer. Muitas pessoas sabem sobre o Islam somente através da televisão, rádio, jornais e filmes. Não deixes que te agridam com apelidos como “terrorista”, “homem bomba” ou “opressor de mulheres”, e da tua parte, não responda a eles acusando-os de “sionistas”, “hipócritas”, etc. Em vez disso, trate de corrigir gentilmente qualquer conceito errado que tenham em relação ao Islam e aos muçulmanos. Se caso fores mulher, trate de explicar a eles assegurando que o Islam concede teus direitos e fale sobre teu compromisso de usar a vestimenta islâmica correta.

Se tens sincera preocupação pela tua segurança sendo tu mulher muçulmana, tente marcar uma visita na mesquita e uma entrevista com o Imam ou fazer uma reunião para tomar um café com algumas outras irmãs muçulmanas.

Lembre-se sempre que o bom comportamento e o belo carácter, corroborado com as palavras e ações são os melhores exemplos existentes para todas as criaturas existentes. E todos estes são adquiridos através do conhecimento correto conforme Allah, Seu Ultimo Profeta – Muhammad – e seus companheiros entenderam e  praticaram.


Textos relacionados: Como Dizer aos Meus Familiares que Me Tornei Muçulmano? [Parte 1]

Fonte: Islamweb


Unicidade e Luz
Explicando o Islam de forma clara e simples