Pense Profundamente… Onde Você Esta?

Palavras de Aconselhamento » Devoção e Piedade

A oração é o segundo pilar do Islam. A palavra árabe para a oração (Salat) deriva da palavra (Silah) que significa “uma conexão”. A oração é a melhor maneira que podemos fazer contato com o nosso Criador e buscar Sua orientação e apoio. Essencialmente, a oração é a nossa principal via para alcançar a complacência de Allah, e será a primeira coisa a ser questionada após a morte.

Uma vez que o Islam é a religião de toda a humanidade, que nos encoraja a ser bem sucedido e ambicioso e trabalhar duro para alcançar o melhor para nós mesmos, nossas comunidades e para a humanidade como um todo. Além disso, Islam encoraja para que superemos a nós mesmos em vários aspectos de nossa vida diária, incluindo a nossa adoração a Allah. No Dia do Juízo Final, Allah nos irá perguntar sobre nossas ações, e seremos punidos ou recompensados ​​de acordo com a qualidade desses atos.

Disse Allah (significado em português): “Para quem, entre vós quer antecipar-se ou atrasar-se (em fazer o bem). Cada alma  será o penhor do que houver logrado (obtido)”. [Surah Al-Muddaththir 74: 37-38].

À luz disto, todos os muçulmanos são obrigados a tentar ser competentes e bem sucedidos em suas várias esferas da vida – como estudantes, trabalhadores, médicos, artesãos, etc. Além disso, devemos lembrar que não buscamos apenas o sucesso para a nossa vida mundana, mas também para a nossa outra Vida. Da mesma forma, temos que tentar arduamente atingir níveis mais elevados de excelência em nossa adoração.

Assim, as cinco orações diárias não são apenas um dever ou um hábito para os muçulmanos, mas uma conexão diária e direta entre nós e Allah. Em outras palavras, elas são nossa linha de apoio que usamos cinco vezes ao dia para dar ao nosso coração e alma a orientação de que necessitam.

Não é fácil para mim ou qualquer um de nós, como muçulmanos, treinamos para acordar diariamente antes do amanhecer para rezar a oração do Fajr. Também não é fácil sair dessa rotina de vida de corre-corre e agitação ao longo do dia para que possamos fazer sempre as cinco orações na hora certa. No entanto, nós sempre nos perguntamos se Allah aceitou nossas orações ou não? Alguma vez perguntamos a nós mesmos como poderíamos melhorar o desempenho e o rendimento de nossas orações?

Na verdade, nunca tinha pensado ou feito alguma dessas perguntas até que depois de ler as seguintes palavras do Imam Ibn Al-Qayyim (que Allah tenha misericórdia dele). Ele escreve:

Humanidade, no que diz respeito ao desempenho de suas orações, estão em cinco níveis:

– O Primeiro: Este é o nível de quem é negligente e defrauda sua alma. Ele é aquele que fica aquém na realização wudu’ correto, realizando a oração no tempo e dentro de seus limites especificados, e no cumprimento de seus pilares essenciais.

O Segundo: Este é o nível de quem guarda o seu hábito de oferecer suas orações no prazo e dentro dos seus limites especificados, que cumpre os seus pilares essenciais e faz seu wudu’ com cuidado. No entanto, o seu esforço (em relação ao wudu’) é desperdiçado devido a perturbações em seus pensamentos durante a oração que lhe distraí e volta sua atenção para outras preocupações e interesses.

– O Terceiro: Este é o nível de quem realiza as suas orações dentro dos limites especificados, cumpre seus pilares essenciais e esforça-se dentro de si mesmo para repelir os distúrbios em seus pensamentos e preocupações supérfluas. Ele está ocupado lutando contra seu inimigo (Iblis), para que Iblis não roube a oração. Devido a isso, ele se dedica a (ambos) oração e a luta (jihad).

– O Quarto: Este é o nível de quem realiza a oração, completando e aperfeiçoando seus devidos direitos e pilares essenciais, que a realiza dentro de seus limites especificados e com o coração totalmente concentrado em salvaguardar os seus direitos e os limites especificados, para que nada de sua oração seja desperdiçada. Sua preocupação é dirigida a toda a sua performance, sua conclusão e perfeição – como deve ser. Seu coração está imerso na oração e na servidão ao seu Senhor, o Altíssimo.

– O Quinto: Este é o nível de quem realiza a oração como o mencionado acima. No entanto, superando ela, tomou e colocou seu coração na frente de seu Senhor, olhando para Ele com o coração na expectativa, cheio de Seu amor e Seu poder, como se visse e estivesse presenciando Allah. As dúvidas, os pensamentos e as preocupações desapareceram e o véu entre ele e seu Senhor é levantado. A diferença entre essa pessoa e os outros com respeito à oração é maior do que a distância entre os céus e a Terra. Esta pessoa está ocupada com o seu Senhor, encantado com Ele.

As pessoas cujo desempenho da oração no primeiro nível serão punidos, aqueles que estão no segundo serão levados em conta, os que estão no terceiro terá os seus pecados e defeitos expiados, aqueles que estão no quarto por diante serão recompensados, e os que estão no quinto estarão perto de seu Senhor, porque eles vão receber a parcela de quem faz a sua oração tendo o deleite e o prazer de seus olhos. Quem faz a sua oração tendo o deleite e prazer nos seus olhos terá a proximidade de seu Senhor, Ele fará ter o deleite e prazer dos seus olhos na outra vida. Também será feito um prazer para os olhos neste mundo, pois quem faz com que  Allah seja o prazer de seus olhos neste mundo, todos os olhos se tornam felizes e satisfeito com ele.

A partir desse momento, comecei a me perguntar: Onde estou? Será que vou ser punido ou recompensado? Como posso chegar ao nível 5?

Agora, durante os últimos dez dias do Ramadan, temos que aproveitar a oportunidade para ganhar o perdão de Allah. Esses são os últimos dez dias do Ramadan, em que buscamos o Laylah Al-Qadr. Muçulmanos em todo o mundo realizam i‘tikaf, e oferecem as orações de Tahajjud pedindo a Allah que aceite todas as suas boas ações, perdoe todos os seus pecados, e para mantê-los livres do inferno.

É o momento para todos nós pensarmos profundamente sobre a resposta destas perguntas. E peço a Allah que todos nós estejamos no quinto nível ou que em breve possamos chegar a este nível venerável.

O Profeta Muhammad (que a paz e a bênçãos de Allah estejam com ele) disse: “Se qualquer muçulmano sai do Ramadan sem ganhar o perdão e bondade, ele é um verdadeiro perdedor”. [Sahih Ibn Hibban e Mu’jam At-Tabarani].


Embora este texto fale sobre o arrependimento, o pedido de perdão a Allah e aceitação por parte Dele das boas nossas ações no Ramadan, o verdadeiro muçulmano constantemente faz isso em todos os momentos de sua vida, até o momento em que chega o decreto de Allah em relação ao tempo de vida da pessoa.


Unicidade e Luz
Explicando o Islam de forma clara e simples