Não Mates Teu Tempo

Aconselhamentos > Devoção & Piedade

Tanto o Alcorão e a Sunnah enfatizam a importância do tempo na vida de um muçulmano. No início de muitas suras do Alcorão, vemos que Allah Jura pelo tempo ou momentos no tempo, por exemplo, Allah diz [significado em português]:

“[Juro] Pela aurora! Pelas dez noites!” [Surah Al-Fajr 89: 1-2].

“[Juro] Pela noite quando [tudo] encobre!” [Surah Al-Lail 92: 1].

“[Juro] Pela plena luz matinal!” [Surah AdDuha 93: 1].

“[Juro] Pelo tempo!” [Surah Al-‘Asr 103: 1].

Quando Allah Jura por algo de Sua criação, Dirige nossa atenção para o beneficio que existe nele. O Profeta Muhammad [que a benção e a paz de Allah estejam com ele] enfatizou o valor do tempo em muitos de seus ensinamentos. Por exemplo, Mu’adh ibn Jabal [que Allah se compraza com ele] relatou que o Profeta [que a benção e a paz de Allah estejam com ele]: “O servo não seguirá adiante, no Dia do Juízo Final até que seja perguntado por quatro coisas: sobre sua idade e como gastou seu tempo, sobre sua juventude e com a usou, sobre sua riqueza e como adquiriu e gastou, e sobre seu conhecimento e o que fez com ele”.

A juventude é considerada a etapa superior da vida, porque os jovens têm a capacidade e energia para fazer muitas boas ações; porém quando ficamos velhos, já não podemos fazer muita coisa. Estas são etapas de desenvolvimento como mencionado no Alcorão; por exemplo, na Surah “Os Romanos” Allah o Soberano diz [significado em português]: “Allah é quem vos criou de fragilidade; em seguida, fez, depois da fragilidade, força; em seguida, depois de força, fragilidade e cãs [cabelos brancos]”. [Surah Ar-Rum 30: 54].

Se não usarmos nosso tempo efetivamente para algo bom, então, definitivamente, a usaremos para fazer algo ruim, o qual destruirá nossas recompensas e nossa vida. Por exemplo, se você não faz o Dhikr [mencionar Allah e louvá-Lo], então estar[a dizendo algo a mais, quicas estará falando mal de alguém ou falando mal de seus filhos, do trabalho, dos vizinhos, dos amigos ou inimigos. O importante é usar o tempo para algo benéfico, fazer coisas e ações boas e falar coisas boas.

Devemos fazer uma breve revisão ao final de cada dia sobre o que fizemos durante todo o dia. Perguntar a nós mesmos: O que fiz hoje? O que fiz de ruim hoje? Refletir sobre as coisas ruins que fez ou falou, e logo, arrepender-se sinceramente e não voltar a repetir esse tipo de coisa. A respeito das coisas boas, tomar a decisão de fazê-las novamente, fazê-las com mais frequência e de uma forma melhor.

Nossas vidas serão julgados de acordo com o que fizemos, e não de acordo com quantos anos vivemos. Sabemos que a vida é muito curta e no final vem a morte. Não sabemos quando vamos morrer, então devemos nos assegurar de fazer muitas boas ações, antes de irmos para a vida futura sendo que não podemos voltar e nos arrepender pelas coisas que fizemos, ou poder fazer mais boas ações. O tempo passa rapidamente, como Allah diz [significado em português]:

“Um dia, quando a virem, parecer-lhes-á como se não houvessem permanecido [na sepultura] senão o tempo de um anoitecer ou de seu amanhecer”. [Surah An-Nâzi’aât 79: 46].

“Em um dia, Ele os reunirá; será como não houvessem permanecido [na vida terrena] senão por uma hora do dia; reconher-se-ão uns aos outros”. [Surah Yunus 10: 45].

Tempo é muito precioso, e quando passa já não retorna mais. Se o dia de ontem passou sem fazer qualquer boa ação, então esse dia foi perdido sem haver obtido qualquer beneficio a partir dele. Por exemplo, se você fosse viajar de uma cidade para outra, e o avião já deu a partida antes de você chegar ao aeroporto, pensarias por acaso que este avião irá retornar para pegá-lo? Ou, se você fosse viajar de trem e perdeu, você acha que o trem está indo iria retornar no meio do caminho para buscá-lo?

Quando chegar a hora da pessoa morrer , ele desejará ter um pouco mais de tempo para fazer boas ações, como disse Allah o Senhor dos Mundos [significado em português]: “E, nele, gritarão: Senhor nosso! Faze-nos sair [daqui], que agiremos de uma forma diferente da que agíamos.  [Allah dirá] E não vos deixamos viver um tempo, em que [pudesse] meditar quem [quisesse] meditar? E o admoestador chegou-vos. Então, experimentai [o castigo]. E não há para os injustos socorredor algum”.  [Surah Al-Faatir 35: 37].

Falamos que estamos muito ocupados com nosso trabalho e com nossos filhos, porém Allah nos Adverte sobre isto Dizendo [significado em português]: “Ó vós que credes! Que vossas riquezas e vossos filhos não vos entretenham, [afastando-vos] da lembrança de Allah. E quem o faz, esse são dos pecadores. E despendei do que damos por sustento, antes que a morte chegue a um de vós e que ele diga: Senhor meu! Que me concedas prazo até um termo próximo; então, darei esmola e serei dos íntegros. E Allah não concederá prazo a uma alma, quando seu termo chegar. E Allah, do que fazeis, é Conhecedor”. [Surah Al-Munâfiqûn 63: 9-11].

Muitas pessoas antes de nós usaram seu tempo realmente fazendo boas ações, ensinando, fazendo algo em benefício dos muçulmanos, suas famílias e parentes, ou aconselhando os outros a fazer o bem, ou chamando os outros para Allah e o Islam, etc. Eles consideravam cada dia que se passava sem ter feito algo efetivo pela causa de Allah seria como tivesse negado Seus favores [de Allah].

Hoje em dia, temos aqueles que “matam o tempo”. Essas pessoas se encontram para falar sobre coisas que não estão relacionadas com o Islam nem com os muçulmanos, brincam ou falam sobre os outros [calunia, fofoca, mentiras]. Essas pessoas não estão matando tempo, mas estão cometendo suicídio lentamente porque estão matando seu próprio tempo, e isso [o tempo] é sua vida. Por isso, ele está se matando lentamente e depois quando morrer, quais boas ações ele haverá feito?

O Profeta [que a benção e a paz de Allah esteja som ele] disse: “Existem dói favores dentre as dádivas de Allah e neles muitas pessoas se enganam: a saúde e o tempo livre”.

As pessoas subestimam o valor desses dois favores, e assim eles se enganam. É como uma pessoa que tem uma casa e que quer vendê-la. Alguém vem e lhe oferece US$ 50.000. Ele não tem certeza se a casa vale esse preço, então fica com duvida. Finalmente ele aceita que o preço e a vende. Mais tarde descobre que sua casa valia mais de um milhão de dólares. Imagine como você se sentirá por ter se enganado, imagine como você se sentirá ao saber isto de antemão, que  poderia obter um maior valor pelo seu lar.

É a mesma coisa com o nosso tempo. Subestimamos o seu grande valor, e então, quando ele parte, sentimos que fomos enganados, porque nós não conseguimos tudo o que poderia ter sido alcançado. Da mesma maneira, como alguém que vendeu sua casa abaixo de seu valor já não pode recuperá-la e vendê-la pelo seu verdadeiro, não podemos voltar atrás e fazer algo com aquele tempo que já passou. No final de nossas vidas, não poderemos voltar atrás e viver a vida novamente, e não teremos mais tempo para fazer boas ações, tentando compensar com aquele tempo que perdemos.

Por isso devemos organizar nosso tempo sabiamente, sendo muito cuidado em respeito ao uso que lhe damos. Devemos tratar o tempo que temos para fazer boas ações, como algo precioso, cuidando em não desperdiçá-lo ou gastá-lo erroneamente.

Fonte: Islamweb


Unicidade e Luz
Explicando o Islam de forma clara e simples