Não Seja Muito Rigoroso Com Seus Filhos

Palavras de Aconselhamento » Criança e Família

Devemos ter cautela na criação de nossos filhos, porem devemos de ter cuidado para não levar as coisas longe demais. Ser excessivamente rigoroso não é uma boa forma de se educar os filhos. As pessoas precisam ser capazes de fazer escolhas. Os filhos precisam desenvolver habilidades para tomar decisões por terem opções à sua disposição, mesmo que algumas opções sejam muito melhores do que as outras.

Devemos ser cuidadosos em proteger nossos filhos para que não caiam em pecado. Restringindo-los de certas coisas a fim de protegê-los é, certamente, uma parte disto. Ao mesmo tempo, impondo restrições drásticas em nossas crianças e negando a sua capacidade de fazer escolhas não é a maneira de lidar com isso.

Devemos considerar o exemplo do Profeta [que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele], quando ele disse: “Não impeça vossas mulheres atenderem a mesquita”. Ele [que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele] seguiu isso dizendo: “Porém, suas casas são melhores para elas”. [Sunan Abu Daud 480].

Podemos ver como, usando a linguagem da Lei Islâmica através do Profeta [que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele]. Ele deixa a escolha para a mulher, porém ele esclarece que a casa de uma mulher é o melhor lugar para ela para realizar suas orações. Ele chega ao ponto de proibir outras pessoas prevenindo a mulher de assistir à mesquita.

As pessoas precisam ser capazes de fazer suas próprias escolhas. Eles precisam ter várias opções à sua disposição, mesmo quando algumas destas opções podem ser realmente melhor do que outras. Nem sempre é bom restringir as pessoas achando que algo pode ser melhor para elas. Esta não é a maneira correta de educar os filhos e desenvolver sua personalidade.

Restrições devem ser tratadas como um medicamento – um recurso de última instância. Nosso objetivo deve ser desenvolver o senso moral dos nossos filhos e filhas para que eles sejam capazes de absterem-se de irregularidades. Nosso objetivo é fazer com que nossos filhos estejam confiantes em si mesmos e merecedores de nossa confiança.

Isso se aplica a nossos filhos pequenos e também aos nossos adolescentes. Precisamos começar com nossos filhos pequenos. Eles precisam temer a Allah e desenvolver sua consciência de Allah em tenra idade. Pra isso é necessário que falemos com eles sobre seu sistema de vida [Islam] de uma forma positiva, e cultivar em primeiro lugar o amor deles por Allah e do Seu Mensageiro [que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele].

Crianças, jovens e velhos, precisam ser educados sempre com a consciência cultural e inspirado com valores. Ele precisam ter um sentido interior do que é certo e errado, que irá protegê-los quando confrontados com as tentações da vida. Quando Yussuf – José [que a paz de Allah esteja com ele] foi tentado pelo nobre, ele foi capaz de salvar a si mesmo, dizendo: “Em verdade, temo Allah”.

Hoje, graças aos avanços tecnológicos da comunicação, aqueles que desejam encontrar o pecado podem fazer isso facilmente. Isto significa que é mais urgente do que nunca desenvolver um forte sentido moral nos corações de nossos filhos que irá os protegerá durante toda a vida. Eles necessitam ser enriquecidos com fé e um forte senso de si mesmos para não sucumbirem às inúmeras tentações de nossa época.

Um forte senso do que é certo e errado pode impedi-los de cair em pecado. Sem duvida, é melhor ficar mais longe do pecado e da possível tentação. Ao mesmo tempo, uma pessoa pode chegar perto do pecado, contudo, ainda não cai nele devido à fé no seu coração.

Vemos isso na história dos três homens presos em uma caverna, onde cada um deles fala sobre suas ações virtuosas para os outros, suplicando a Allah para que os liberte. Um deles relata seu louco amor pela sua prima, a quem ela convenceu em aceitar fazer sexo com ele. Quando ele a tinha entre suas pernas e prestes a se envolver em relações sexuais, ela implorou: “Temei Allah! Não rompa o selo, exceto com o direito conjugal [casamento]. Só fui trazida para esta posição com você devido a minha necessidade desesperada…”. Nesse momento de maior desejo, sua consciência de Allah foi despertada por ela e se absteve da fornicação dando-lhe a riqueza que prometeu a ela de todas as formas. Neste caso, os dois estavam na iminência de fornicar, mas a sua consciência de Allah os salvou delas.

Como pais de família, nosso objetivo não deve ser apenas dar ordens e proibições e conferir se elas estão sendo devidamente realizadas pelos nossos filhos. Este não é o correto tratamento que ser dado às crianças e filhos. Como pais, nosso objetivo deve ser o de cultivar a consciência de Allah nos corações de nossos filhos. Se for necessário, podemos impor restrições sobre os nossos filhos para mantê-los seguros e longe de problemas, mas este deve ser o passo final e não o nosso primeiro passo.

Como pais, nosso êxito não deve ser medido na eficiência de como restringimos nossos filhos à força. Vemos que, na questão crítica da crença em si, Allah, nosso Criador Onipotente, não força e nem obriga a humanidade acreditar Nele. Pelo contrário, Ele diz [significado em português]: “Então, quem quiser que creia, e quem quiser que renegue a Fé”. [Surah Al-Kahf 18 : 29].

Allah somente nos pede em nome da fé e estabelece a prova para nós, e nos motiva a olhar para os Seus sinais nos céus e Terra. Ele enviou a nós os profetas com as Escrituras, e nos proveu todas as nossas necessidades. Em seguida, mostra-nos a Sua paciência divina até aqueles de nós que não são guiados e os que já estão orientados.

Como pais de família, devemos essencialmente ter a mesma abordagem com nossos filhos no cumprimento da nossa obrigação de salvar as nossas famílias do Fogo.

Cultivar e alimentar a fé no coração de nossos filhos é em última análise a única forma eficaz de protegê-los do fogo.

Allah nos diz [significado em português]: “Ó vós que credes, guardai-vos a vós mesmos e as vossas famílias, do fogo, cujo alimento será os homens e as pedras, o qual é guardado por anjos inflexíveis e severos, que jamais desobedecem às ordens que recebem de Allah, mas executam tudo quanto lhes é imposto”. [Surah At-Tahrim 66: 6].

Este versículo na verdade nos diz que devemos chamar as nossas famílias para a fé. Todas as outras ordens e proibições no Islam são construídas sobre a fé. A obediência a Allah deriva da fé. Nós só obedecemos Allah porque acreditamos nele.

Quando Allah nos fala [significado em português]: “Guardai-vos”, Ele diz para nos proteger do Fogo através do fortalecimento da nossa fé. Logo, nos obriga a esforçarmos em proteger as nossas famílias do Fogo tomando as medidas necessárias, dessa forma é pouco provável que caiam em pecado.


Unicidade e Luz
Explicando o Islam de forma clara e simples