Pais Pecadores

Palavras de Aconselhamento » Criança & Família

Allah nos ordenou, acima de tudo, adorar somente a Ele, sem parceiros. Junto com esta grande imposição, Ele nos ordena que honremos nossos pais.

Disse Allah [significado em português]: “E de quando exigimos o compromisso dos israelitas ordenando-lhes: Não adoreis senão a Allah; tratai com benevolência vossos pais…”. [Surah Al-Baqarah 2: 83].

Da mesma forma, Allah nos ordena a dar-Lhe graças – e mostrar agradecimento aos nossos pais [significado em português]: “Agradeça a Mim e aos teus pais, porque retorno será a Mim”. [Surata Luqman 31: 14].

‘Abdallah refere a seguinte conversa que teve com o Profeta [que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele] que é narrado no Sahih Al-Bukhari 527 e no Sahih Muslim 85:

Eu perguntei ao Mensageiro de Allah [que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele]: Qual é a melhor ação? Ele respondeu: “Oferecendo orações em seu tempo determinado”. Perguntei: “E depois o quê?”. Ele respondeu: “Honrar os seus pais”. Perguntei: “E depois o quê”. Ele disse: “A jihad [esforço] no caminho de Allah”.

Se entendermos que honrar nossos pais é uma obrigação religiosa, então também devemos saber que mal tratá-los é algo proibido. É um dos mais graves pecados dentre os pecados maiores.

Allah nos disse [significado em português]: “Dize (ainda mais): Vinde, para que eu vos prescreva o que vosso Senhor vos vedou: Não Lhe atribuais parceiros; tratai com benevolência vossos pais; não mateis seus filhos por temor á miséria- Nós vos sustentaremos, tão bem quanto aos vossos filhos -; não vos aproximeis das obscenidades, tanto pública, como privadamente, e não mateis, senão legitimamente o que Allah proibiu matar. Eis o que Ele vos prescreve, para que raciocineis”.  [Surah Al-An’am 6: 151].

Além disso, o Profeta [que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele] disse certa vez: “Que seu nariz seja ferido. Que seu nariz seja ferido. Que ele seja ferido”. Quando os companheiros perguntaram-lhe sobre o que estava falando, ele disse: Daquele que teve pais que viveram até a velhice – um deles ou ambos – porém ele não entrou no Paraíso”. [Sahih Muslim 2551].

O Profeta [que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele] usou uma expressão de desprezo – “que seu nariz seja ferido”– para referir-se a uma pessoa que, embora tivesse a uma grande oportunidade à sua disposição de ganhar muitas bênçãos por cuidar e honrar seus pais idosos, ele não conseguiu alcançar o Paraíso.

A obrigação de honrar nossos pais não é algo limitado somente a pais muçulmanos piedosos. Um muçulmano deve honrar seus pais, mesmo se eles sejam pecadores impulsivos. Ele deve continuar a respeitá-las naquilo que é legal. Não fazendo diferença se os seus pais são muçulmanos ou não muçulmanos. Ele deve obedecê-las no que é bom e licito.

Allah nos diz [significado em português]: “E recomendamos ao homem benevolência para com os seus pais. Sua mãe o suporta, entre dores e dores, e sua desmama é aos dois anos. (E lhe dizemos): Agradeça a Mim e aos teus pais, porque retorno será a Mim. Porém, se te constrangerem a associar-Me o que tu ignoras, não lhes obedeças; comporta-te com eles com benevolência neste mundo, e segue a senda de quem se voltou contrito a Mim. Logo o retorno de todos vós será a Mim, e então inteirar-vos-ei de tudo quanto tiverdes feito.” [Surah Luqman 31: 14-15].

É relatado no Sahih Al-Bukhari 2620 e no Sahih Muslim 1003, que ‘Asma bint Abi Bakr nos diz o seguinte sobre sua mãe:

“Minha mãe, que era um idólatra, durante a época do pacto dos Quraysh com o Profeta [que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele], veio me visitar. Eu perguntei ao Profeta [que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele]: “Minha mãe está vindo com desejo de me ver. Tenho que ter um bom relacionamento com minha mãe?”. Ele respondeu: “Sim, você deve!”.

Se um filho ou filha vê um dos seus pais cometerem pecado, é dever da criança convocar o seu pai para a retidão e fazer com que parem de praticar esse comportamento pecaminoso. No entanto, a criança deve ser humilde quando dirigir palavra a seus pais. Ele não poderá resolver isso de maneira severidade ou com palavras duras. Ele não deve maltratá-los de nenhum modo. Ela deve ser sincera pedindo para que Allah a guie e a oriente.

Se a criança descobre que suas palavras não podem convencê-los, então deve procurar pessoas que seus pais ouçam, pessoas estas que eles possuem um grande respeito e estima cujos pontos de vista haverão escutar.

Isso tudo está sob o comando de Allah [significado em português]: “Convoca (os humanos) à senda do teu Senhor com sabedoria e uma bela exortação; dialoga com eles de maneira benevolente…”. [Surah An-Nahl 16: 125].

Na verdade, os pais possuem maior direito sobre seu filho na advertência quanto à justiça de formas que são melhores e mais graciosos.

Ahmad ibn Hanbal disse:

“Se um filho vê seu pai cometer um pecado detestável, deve falar com seu pai sem apresentar qualquer aspereza ou mau-trato. Não deve permitir que qualquer grosseria seja introduzida no seu discurso. Se descobrir que não pode fazê-lo, então deve deixar de abordar o assunto. O pai não é como um estranho”.

Uma coisa que uma criança certamente nunca deve fazer é fugir seus pais por causa dos pecados deles. Sim, às vezes, boicotar uma pessoa pecadora é uma forma benéfica de proibi-los do pecado. No entanto, não é uma opção que se pode usar com os pais, mesmo sentindo que isso pode ser eficaz.

Peço a Allah que guie a nós e a nossos pais para o caminho correto. Que Ele perdoe a nós e a nossos pais, e que possa recompensá-los melhor do que um pai quando recompensa o seu próprio filho.

De fato, Allah é o Mais Clemente e Misericordioso.


Unicidade e Luz
Explicando o Islam de forma clara e simples