Palavras de Aconselhamento » Dificuldades Pessoais

Um muçulmano piedoso tem duvidas se suas abluções rituais estão corretas. Ele volta e as repete. E esta dúvida se torna mais forte. Torna-se uma parte regular de sua vida religiosa. Ele leva 20 minutos para fazer suas abluções, repetindo cada ato de lavar uma e outra vez.

O adorador dúvida se cometeu um erro durante suas orações. Ele repete os atos de oração, ate mesmo repete a oração num todo varias vezes.

Para essa pessoa, o culto diário, que deve ser o seu maior conforto e consolo, se torna uma fonte de ansiedade, frustração e desespero. A chegada de cada oração é recebida com temor, embora a pessoa tenha uma fé forte e bem lá no fundo ela ame verdadeiramente oração.

Esta pessoa precisa entender que ele não está tendo um problema de fé. Ao contrário, ele está sofrendo de uma doença que lhe faz sofrer de preocupação e desespero… Esta doença é conhecida como transtorno obsessivo-compulsivo (TOC).

Os receios e as dúvidas que dominam a mente das pessoas e os pensamentos são obsessões. As obsessões possuem quatro características:

1. São pensamentos específicos que dominam o pensamento de uma pessoa.

2. Esses pensamentos não têm qualquer conexão real com os problemas que a pessoa está enfrentando.

3. Tentando ignorar ou afastar os pensamentos provoca um grande estresse psicológico para a pessoa. Esta pessoa não é esquizofrênica. Ele é plenamente consciente que seus temores são infundados, porém ele simplesmente não consegue resistir a sucumbir a eles.

4. A pessoa que tem esses pensamentos está ciente de que eles são o produto de seu próprio pensamento. Ele não esta adotando outra personalidade.

As compulsões são comportamentos que a pessoa não consegue resistir em realizá-los. A seguir podemos dizer o seguinte sobre as ações compulsivas:

1. A ação é realizada repetidas vezes, embora a pessoa que a executa deseje deixar de fazer. No entanto, a pressão para continuar repetindo o ato é maior do que a vontade de parar. Lavar as mãos repetidas vezes é uma manifestação comum de comportamento compulsivo.

2. A pessoa afetada com essas compulsões constantemente tenta superá-las. Toda vez que ele resiste à vontade de realizar a ação, ele sofre de estresse psicológico grave por conta do mesmo. Isso só é revivido temporariamente quando ele retoma a ação novamente.

Os tipos de pensamentos que as pessoas têm dúvidas sobre a gravidade de um assunto pode variar. Algumas pessoas estão constantemente preocupadas sobre se deixaram a porta fogão ou o gás aberto. Uma mãe pode se preocupar com a segurança do seu filho e constantemente o vigia.

Comportamentos comumente associados com inquietações são comportamentos ritualísticos. Este é o lugar onde certas atividades específicas são realizadas várias vezes para apaziguar as pressões psicológicas internas. As ações são realizadas na esperança de livrar a pessoa dos pensamentos incômodos. Um exemplo comum é a crença de que as mãos estão contaminadas com germes. A pessoa obcecada com essa crença vai lavar as mãos com água e sabão várias vezes. Para algumas pessoas, isso significa repetidas visitas ao banheiro. Para outros, significa tomar 45 minutos para lavar suas mãos.

Outra manifestação de comportamento obsessivo é o ritual de re-organizar as coisas colocando-as de forma muito precisa. Os objetos mais comuns deste tipo de comportamento são os aparelhos de jantar e as roupas do armário.

Os muçulmanos que sofrem de um comportamento obsessivo-compulsivo frequentemente são atormentados de dúvidas em relação à sua purificação (duvidando do seu ‘udu) e a sua oração (duvidando se realiza suas orações corretamente).

A boa notícia é que 80% daqueles que procuram tratamento médico adequado respondem de forma rápida e positiva o tratamento. Alguns sofrem recaídas e necessitam de um tratamento adicional.

Tratamento médico para essa condição

Existem três aspectos deste tratamento: farmacoterapia, terapia comportamental e terapia de grupo.

Farmacoterapia envolve a utilização de anti-depressivos. A maioria dos pacientes requer apenas um tipo de anti-depressivo, apesar de alguns casos graves exigirem uma combinação deles. A melhora geralmente vista dentro de seis a dez semanas após o início do tratamento.

A terapia comportamental é conduzida por um psicólogo, onde utiliza a terapia cognitivo-comportamental (TCC). O paciente é exposto a estímulos que provocam o comportamento repetitivo reduzindo gradualmente o desempenho desse comportamento. Por exemplo, se o paciente geralmente lava as mãos 40 vezes, ele vai reduzir esse número para 20, então a 10, em seguida a 5 vezes, até que o comportamento compulsivo é eliminado. O paciente os poucos ficará descontraído ao longo desta redução. Isto envolve a aplicação de técnicas de relaxamento.

Existem outros tratamentos que têm eficácia comprovada. A escolha de um tratamento adequado deve ser determinado por médicos profissionais qualificados.


Unicidade e Luz
Explicando o Islam de forma clara e simples