EPIDEMIA: Eu Quero Um Marido Árabe Custe o Que Custar!

A quinta origem do desespero das muçulmanas convertidas

O Alcorão Sagrado diz na Sura Os Aposentos na aya 13: “Ó humanos, em verdade, Nós vos criamos de macho [Adão] e fêmea [Eva] e [de seus descendentes] vos dividimos em povos e tribos, para reconhecerdes uns aos outros. Sabei que o mais honrado, dentre vós, ante Allah, é o mais temente. Sabei que Allah é Sapientíssimo e está bem inteirado”.

O Islam rejeita a idéia de favorecer certos indivíduos por sua classe social, etnia, cor ou família, Allah o Altíssimo, criou os seres humanos – todos são filhos de Adão e Adão foi criado do barro – como seres iguais e não é dado privilégios a ninguém sobre alguma das situações acima mencionada, somente devem ser diferenciados uns dos outros baseado apenas na piedade e na fé. O Profeta Muhammad (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele), disse: “Ó povo! Vosso Deus é um e vosso antecessor (Adão) é um. Um árabe não é melhor do que um não-árabe e um não-árabe não é melhor do que um árabe, e um branco não é melhor do que um negro e um negro não é melhor do que um branco, exceto pela piedade”. (Narrado Musnad Ahmad, 22978).

Allahu Akbar (Allah é o Maior), isto é grandioso! Agora, aonde entra meus pensamentos e a razão do titulo deste artigo? Bem, é simples, tudo no Islam é claro e conclusivo e os que estão confusos e perturbados somos NÓS os muçulmanos, devido à incapacidade de ver as coisas além da aparência ou da beleza. Isso nos faz ser injustos para com aqueles que segundo nossos critérios são “menos afortunados”, normalmente nos envolvemos apenas com aqueles que queremos, ou seja, aqueles que gostamos descartando aqueles que não nos agradam. Esta sociedade em que vivemos, a Haiat Al-Dunia (Vida Mundana), está completamente coberta com Zina (fornicação), nos cegou ao ponto que proclamamos ser muçulmanos e cumprir com os 5 pilares, verdadeiros na crença do Islam, usamos Hijab aparentando ser os muçulmanos perfeitos… mas, como seres humanos temos a tendência de omitir regras ou ordens que nos incomodam porque são coisas delicadas para nós.

Alhamdulillah (Louvado seja Allah), agora mais do que nunca, cada dia entram mais e mais pessoas ao Islam, é belo e reconfortante ver que os esforços de muitos irmãos e irmãs na Dawah (convite para o Islam) estão rendendo frutos. Que Allah (Glorificado seja Ele) lhes conceda muita força. Em meio a esse maravilhoso grande fluxo de pessoas, podemos ver que a grande maioria são mulheres, Subhana Allah (Glorificado seja), jovens, mulheres não tão jovens, solteiras, casadas, viúvas, etc., claro que os irmãos também não ficam muito atrás. Mas qual será a preocupação? Bem, simplesmente falarei da minha experiência pessoal toda vez que vejo muitas irmãs solteiras idealizar um casamento com os irmãos árabes. Em meu ponto de vista, não que isso seja ruim somente, porém nem sempre é feito pelas razões corretas. Infelizmente muitas vêem os árabes como o homem ideal, conforme foi apresentado através daquela monstruosa deturpação do Islam chamado de “O Clone”, onde ela mostra que o dote deve ser em ouro mais do que sonhando e com um contrato de casamento com um dote de 10.000 dólares em dinheiro. Inclusive escutei de uma pessoa que aconselha a pedir também indenização pelo divorcio com a mesma soma mesmo em dinheiro, esta aberração também mostra que a mulher vive em sua casa/palácio fazendo birra e tudo o que ela deseja, e se o marido comete um erro com sua esposa, deve compensar ela com algumas jóias de valor. Tudo isso soa muito bonito e maravilhoso, porém isto esta longe do Islam.

Devido estas fantasias, muitas irmãs dedicaram rejeitar irmãos revertidos e piedosos, pois eles são carentes de tudo o que elas consideram existentes em um árabe. Por favor, entenda que de modo algum a minha intenção é degradar os irmãos árabes, até porque meu marido é árabe-marroquino, nem dizer as irmãs que não tenham aspirações. Minha intenção é fazer que compreendam que o ser árabe não dá qualidade a uma pessoa de ser melhor ou pior muçulmano. Isso somente pode ser demonstrado através de atos de piedade, deixar de lado todo tipo de pecado, praticar com sinceridade todas as boas ações que Allah (Glorificado seja Ele) nos ordenou, através da boa educação com sua família, na sua comunidade, com seus irmãos de Din e através do temor e amor para com seu Senhor.

Minhas queridas irmãs, e isso de condição econômica, raça ou qualquer coisa que seja não adianta em nada, a não ser a fé e o temor de Allah o Altíssimo.

O casamento é a metade do Islam, por esta razão ele é um compromisso sério e forte, não podemos pensar que tudo será como uma novela, e que a etnia, classe social ou nacionalidade será uma garantia em obter a felicidade. Nosso Profeta Muhammad (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) nos informou que a escolha dos cônjuges é baseada na decência, na castidade e na religião; Disse: “Não se casem pela beleza, pois talvez isto seja a causa do declínio moral, nem pela riqueza, pois talvez isto seja a causa da desobediência. Casem-se com aqueles que descendem de famílias religiosas”. (Ibn Majah 1859).

E disse também (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele): “Se casa com uma mulher por quatro razões: sua riqueza, sua linhagem, sua beleza e sua religião. Casai pela religioso, o que dará maior segurança para o futuro de vosso lar”. (Al-Bukhari 5090 e Muslim1466).

Obviamente, este conselho também se aplica para as irmãs, o casamento é uma inclinação inata no ser humano, Allah o Altíssimo, criou os seres humanos com a necessidade de ter um companheiro que lhe inspire amor e carinho e o contenha da preocupação e da tristeza. Isto nos mostra que desejar um companheiro é o mais natural e belo, sempre que nossos desejos e a forma de pedir a Allah (louvado seja Ele) sejam conforme o Alcorão e a Sunnah, e não como fazem as incrédulas onde são capazes de chegar ao mais baixo nível a fim de obter status social, carro último modelo ou apenas conseguir alguém que a tire de sua vida sufocante de assalariada. Pessoas assim não se importam em passar por cima de outras, destruindo famílias com o objetivo de conseguir seus propósitos malignos.

Às vezes perguntamos por que os irmãos acabam se casando com mulheres não-muçulmanas. Isso é compreensível pois as muçulmanas muitas vezes os rejeitam por não serem Árabes!!!

Pedimos a Allah o Altíssimo com fé e temor o que é melhor para nós, e saibamos que somente Allah é Onisciente e conhece quais as nossas reais necessidades.

Que possamos compreender quando Ele concede algo para a humanidade, é no momento em que Ele deseja que seja concedido, pois é o Sabedor do melhor momento para isso.

Sejamos dos que possuem paciência e procuremos refugio na oração e na recordação de Allah o Altíssimo.

Sua irmã Chaimae Agdaou


Unicidade e Luz
Explicando o Islam de forma clara e simples