Artigos do Xeique » Culto & Devoção

As últimas dez noites do Ramadan são muito especiais. A primeira dessas noites ocorre na véspera do dia 21 do Ramadan. Em outras palavras, é a noite que começa após a conclusão do 20º dia de jejum. Às vezes, há apenas nove noites, sempre quando o mês do Ramadan dura apenas 29 dias. No entanto, ainda são tradicionalmente referidas como “as últimas dez noites”.

As últimas dez noites do Ramadan são muito especiais. Estas são as noites em que o Profeta (que a paz de Allah esteja com ele) passava em adoração constante. Entre estas noites Lailat Al Qadr, uma noite mais abençoado do que mil meses.

O Profeta (que a paz de Allah esteja com ele) costumava unicamente nestas noites fazer adoração e a realização de boas ações. Ele praticava adoração durante estas dez noites mais do que quaisquer outras noites do ano.

‘Aisha nos diz: “Durante as últimas dez noites do Ramadan, o Profeta (que a paz de Allah esteja com ele) apertava o cinto e passava a noite em adoração. Também acordava sua família”. (Sahih Al Bukhari 1920).

‘Aisha também diz: “Eu nunca havia conhecido do Mensageiro de Allah (que a paz de Allah esteja com ele) ler o Alcorão inteiro em uma única noite, ou passar a noite inteira em oração até chegar a manhã, ou passar um todo mês de jejum – exceto no Ramadan”. (Sunan An Nasa’i 1641 e Sunnna Ibn Majah 1348).

Quando dizemos que o Profeta (que a paz de Allah esteja com ele) passou a noite inteira em adoração, devemos qualificar. Isso porque ele passava um tempo comendo o jantar, participando de sua refeição antes do amanhecer, e outras atividades similares. No entanto, ele passava a maior parte da noite em adoração.

Acordando a Família

Aisha nos informa que o Profeta (que a paz de Allah esteja com ele) costumava acordar sua família durante as noites dos últimos dez dias Ramadan. De fato, ele costumava acordar suas esposas para a oração durante todo o ano, mas isso foi para que pudessem orar por uma pequena fração da noite.

Sabemos isso, porque Umm Salamah relata que o Profeta (que a paz de Allah esteja com ele) a despertou em uma noite e disse: “Glorificado seja Allah. O que foi enviado de testes durante esta noite? Que fez descer os tesouros, de modo que os habitantes das camas despertassem? Oh Senhor! Vista-nos neste mundo e deixe-nos despido no outro”. (Sahih Al Bukhari 1074).

Durante as últimas dez noites do Ramadan, o Profeta (que a paz de Allah esteja com ele) acordava suas esposas para orar uma parcela muito maior da noite do que durante o resto do ano.

Esforçando-se nos atos de adoração

‘Aisha nos diz: “O Profeta esforçava-se na adoração durante as dez noites mais do que em qualquer outra época do ano”. (Sahih Muslim 1175).

O grande jurista, Ash Shafi’i declara: “É Sunnat praticar com maior esforço a adoração durante as dez ultimas do Ramadan”. (Al Majm’u 6 /397).

Quando o ‘A’isha nos diz que o Profeta (que a paz de Allah esteja com ele) que “apertava o cinto”, ela está falando no sentido figurado. A frase significa que se dedicava totalmente e sinceramente com a tarefa em mãos.

Buscando a Lailat Al Qadr

Uma das maiores distinções destas dez noites especiais é que uma delas é a Lailat Al Qadr – Noite do Decreto. Esta é a melhor noite do ano – melhor do que mil meses. Isto significa que um muçulmano pode ganhar mais recompensas no Lailat Al Qadr que ele faria se – excluindo esta noite especial – adorasse ao seu Senhor durante oitenta e quatro anos consecutivos. Este é um dos favores imensos que Allah concedeu à comunidade muçulmana.

Ibrahim An Nakha’i disse: “As boas ações realizadas nesta noite são melhores do que aquelas realizadas de forma consistente durante mil meses”.

Abu Hurairah relata que o Profeta (que a paz de Allah esteja com ele) disse: “Quem pass Lailat Al Qadr em oração, acreditando em Allah e buscando Sua recompensa será perdoado de todos os seus pecados passados”. (Sahih Al Bukhari 1802 e Sahih Muslim 760).

A crença em Allah neste hadith, significa não apenas crer em Allah, mas acreditar na recompensa que nos é prometida em fazer a oração nesta noite.

Lailah Al Qadr está em uma das noites ímpares. ‘Aisha diz que o Mensageiro de Allah (que a paz de Allah esteja com ele) disse: “Buscai Lailah Al Qadr nas noites impares durante as dez últimas noites do Ramadan”. (Sahih Al Bukhari 1913 e Sahih Muslim 1169).

É mais provável que uma das últimas sete noites ímpares. Ibn ‘Umar diz que o Mensageiro de Allah (que a paz de Allah esteja com ele) disse: “Busque nas últimas dez noites. Se alguém de vocês ficar fraco ou incapaz de fazê-lo, então deve pelo menos tentar nas sete noites restantes”. (Sahih Muslim 1165).

O provável candidato para a maioria do Laylah al-Qadr é à noite de 27 do Ramadan. Isto é indicado pela declaração de ‘Ubaii ibn K’ab: “Juro por Deus que eu sei qual é a noite. É à noite em que o Mensageiro de Allah (que a paz de Allah esteja com ele), nos ordenou a fazer a oração. É a noite na véspera do 27 de Ramadan. Seu sinal é que o Sol nascerá branco na manhã desse dia, sem emanar qualquer raio”. (Sahih Muslim 762).

Um muçulmano deve procurar esta noite especial, gastando as noites dos últimos dez dias do Ramadan envolvido em vários atos de adoração. Estes incluem a recitar as recordações de Allah (dhikr), leitura do Alcorão e  suplicar o perdão de Allah.

É melhor para nos esforcemos muito em todas estas dez noites, porque o Profeta (que a paz de Allah esteja com ele) disse: A forma de como “buscar” Lailat Al Qadr é mediante as adorações extras.

Quando o Profeta (que a paz de Allah esteja com ele) disse: “Busque entre as dez últimas noites”, ele não quis dizer que devemos literalmente “procurar” sinais e indicações que distinguem Lailat Al Qadr de outras noites. As coisas que distinguem Lailat Al Qadr de outras noites fazem parte do oculto.

Allah diz: “Certamente nós revelamos em uma noite abençoada, pois certamente somos Admoestadores (Contra o mal). Nesta noite decide-se toda sabia ordem”. (Surat Al Dukhan 44: 3-4).

Allah diz: “Lailat Al Qadr é melhor do que mil meses. Nela descem os anjos e o Espírito (anjoGabriel), com a anuência do seu Senhor, com todo o decreto. (Esta noite) A paz, até o romper da aurora”. (Surat Al Qadr 97: 3-5).

Estas são as maneiras pelas quais Lailat Al Qadr é especial. Não são coisas que podemos ver com nossos olhos. Ninguém depois do Profeta (que a paz de Allah esteja com ele) pode ver os anjos.

Fazendo o retiro na Mesquita (‘Itikaf)

Fazer um retiro na mesquita é uma das melhores coisas que podemos executar durante as dez últimas noites do Ramadan. ‘Aisha nos diz: “O Profeta (que a paz de Allah esteja com ele) costumava fazer um retiro na mesquita durante as dez ultimas noites do Ramadan, até sua morte. Sua esposa continuou a observar esta prática depois de sua morte”. (Sahih Al Bukhari 1922 e Sahih Muslim 1172).

A prática de ‘itikaf é um ato altamente recomendado. É definido como permanecer em retiro na mesquita com a finalidade expressa de adoração. O objetivo de fazer isso é dedicar o coração exclusivamente a Allah. A pessoa que participa do ‘itikaf mantém junto essa intenção em mente buscando as bênçãos de Allah. Não deve esquecer o motivo pelo qual ele está fazendo este retiro.

Uma pessoa que faz ‘itikaf não sai da mesquita, exceto para aquilo que é absolutamente necessário (como ir ao banheiro). Quando dentro da mesquita, deve ocupar-se com a recordação de Allah. Deve assegurar em fazer as recordações e certificar-se de oferecer as lembranças da manhã e da noite, e as recordações prescritas para as cinco orações diárias. Deve realizar todas as orações Sunnat recomendadas e todas outras orações recomendadas, como a oração Duha[1]. Deve ler o tanto quando puder do Alcorão.

Deve gastar o menos tempo possível no comer e dormir. Deve evitar as conversas desnecessárias. No entanto, deve participar no aconselhamento de seus companheiros muçulmanos e ordená-los à verdade e à paciência.

Generosidade

É aconselhado sermos generosos ainda mais durante as noites dos dez últimos dias do Ramadan, sem ser extravagante ou ostentoso em nossa doação. Ibn ‘Abbas diz que: “O Mensageiro de Allah (que a paz de Allah esteja com ele) foi o mais generoso de todas as pessoas em fazer o bem, e mais generoso ainda durante o mês de Ramadan. Gabriel se encontrava com ele a cada ano durante todo o mês do Ramadan, dessa forma o Profeta poderia recitar o Alcorão com ele. Sempre que Gabriel encontrava-se com ele, tornava-se mais generoso do que uma brisa benéfica”. (Sahih Al Bukhari 1902 e Sahih Muslim 2308).

O imam An Nauaui comenta (Al Majm’u 6/398):

“A generosidade e a imparcialidade são fortemente encorajadas no Ramadan, especialmente durante as dez últimas noites. Ao fazer isso, estimulamos o exemplo do Mensageiro de Allah (que a paz de Allah esteja com ele), bem como dos nossos predecessores piedosos (Salaf). Além disso, este mês é nobre, e as boas ações realizadas nele são ainda mais abençoadas do que em qualquer outro momento. Além disso, durante este mês, as pessoas estão preocupadas com o jejum e adoração, e isso os distrai de seus meios de subsistência, podendo precisar de algum auxílio durante esse tempo”.


[1]Oração voluntária composta de dois ciclos (raka’at) depois que o sol ultrapassa a altura de uma lança (em torno de 30 a 45 minutos) após o nascimento do sol.


Unicidade e Luz
Explicando o Islam de forma clara e simples