As condições de La ilaha illa Allah

São sete as condições para os testemunho de Fé:

  1. Conhecimento, que nega a ignorância;
  2. Certeza, que nega a dúvida;
  3. Sinceridade e pureza de intenção, que nega o Chirk;
  4. Verdade, que nega a hipocrisia;
  5. Submissão, que nega a desobediência;
  6. Aceitação, que nega a rejeição ou a negação;
  7. Amor à frase (chahadah) e naquilo que ela representa;

No Alcorão e na Sunnah encontramos provas sobre as condições do testemunho de fé, a saber:

1) A prova do conhecimento

No Alcorão:

“Saiba, que não há divindade que mereça adoração à não ser Deus…”
(Surata 47: 19).

“Exceto que testemunhar com conhecimento”.
(Surata 43: 86).

(ou seja, testemunhar sabendo o significado da frase que está sendo testemunhada).

Na Sunnah:

Um hadith autêntico narrado pelo Imam Muslim que ‘Uthman ibn Affan relata que o Mensageiro de Deus (que a paz de Allah esteja com ele) disse:

“Quem morrer sabendo que não há divindade a não ser Deus entrará no paraíso”.

2) A prova da certeza (yaqin)

No Alcorão:

Somente são crentes, aqueles que crêem em Deus e em Seu Mensageiro e não duvidam, e se sacrificam pela causa de Deus com seus bens e suas vidas. Estes são os verdadeiros…
(Surata 49: 15).

(Ou seja, Deus fez do fato de não duvidar, uma condição para fé Nele e em Seu Mensageiro; quem duvida daquilo que Deus e Seu Mensageiro disseram não possuí a fé completa).

Na Sunnah:

Um hadith autêntico Abu Huraira afirma que o Mensageiro de Deus (que a paz de Allah esteja com ele) disse:

“Ninguém encontra Deus, com o testemunho que não há divindade a não ser Ele e que sou Seu Mensageiro, sem duvidar desta declaração, sem que (mereça) entrar á no paraíso.”

Em outro hadith, o Mensageiro de Deus disse a Abu Huraira:

“Vá, e quem você encontrar atrás daquela parede testemunhando que não há divindade (que mereça ser adorado) a não ser Deus, com convicção no coração, anuncie boas novas com o paraíso”.
(Isto num longo hadith narrado por Muslim)

3) As provas da sinceridade e pureza de intenção (ikhlas)

No Alcorão:

“E adorai a Deus com sincera devoção…”
(Surata 39: 3).

“E a eles não foi ordenado a não ser que adorassem Deus com sincera devoção”.
(Surata 93: 5).

Na Sunnah:

Disse o Mensageiro de Deus (que a paz de Allah esteja com ele):

“A pessoa mais feliz em receber a minha intercessão no Dia do Juízo será quem prestar testemunho com sinceridade em seu coração”.
(Narrado por Muslim)

“Deus proibiu o inferno para aquele que disser Não há divindade (que mereça ser adorado) a não ser Deus, procurando com isto, contemplar a face de Deus…”.

4) As provas da verdade (sidq)

No Alcorão:

“Ó humanos acreditam que serão deixados só porque dizem: cremos! sem serem postos à prova? Pois Nós Testamos aqueles que vieram antes de vós, a fim de que Deus saiba quem que é o verdadeiro e o falso.”.
(Surata 29: 2-3).

“Entre os homens há aqueles que dizem: cremos em Deus e no Dia do Juízo, porém não são crentes, pensam que enganam Deus e aqueles que crêem, porém não enganam a não ser a si mesmos sem perceberem. Há doença em seus corações, e Deus aumenta a doença em seus corações, e terão um castigo doloroso pelo que desmentiam.”
(Surata 2: 5-6).

Na Sunnah:

“Não há uma pessoa que testemunhe que não há divindade (que mereça ser adorado) a não ser Deus, e que Muhammad é Seu Servo e Mensageiro, com sinceridade em seu coração, sem que o fogo do inferno fique vedado a ele…”

5) As provas da Submissão

No Alcorão:

“E voltem todos para vosso Senhor, e submetam-se a Ele”.
(Surata 39: 54).

“E quem submete sua face a Deus, e é benfeitor, ter-se á pego num firme sustentáculo…”
(Surata 31: 22).

“Então, por Teu Senhor! Não crerão, até que te tome por árbitro das suas discussões, e em seguida não encontrem, em si mesmos, constrangimento no que julgaste, e até que se submetam completamente.”
(Surata 4: 65).

Na Sunnah:

“Não será crente até que seus desejos sigam o que eu trouxe (a mensagem, o islam)… Isto é: a submissão total…”.

6) Provas da aceitação

No Alcorão:

“E assim, antes de ti (Muhammad), jamais enviamos a alguma cidade admoestador algum sem que seus opulentos habitantes dissessem: por certo, encontramos nossos pais numa crença e, por certo, estamos seguindo seus passos… Ele ’o profeta’ disse: ainda que eu vos chegue com algo que guia melhor que aquilo em que encontraste vossos pais? Disseram: ’por certo, somos incrédulos com que sois enviados’.”
(Surata 43: 23-24).

“E eles, quando lhes era dito: digam que não há divindade a não ser Deus, se engrandeciam em soberba e diziam: por acaso, deixaremos nossos deuses por causa de um poeta e louco?”.
(Surata 37: 35-36).

Na Sunnah:

“O exemplo de que Deus me enviou com a guia e o conhecimento é como a chuva abundante que cai sobre uma terra; se ela for boa, absorverá a água e nascerá depois vegetação abundante, as pessoas depois poderão beber, plantar e colher, mas se a terra for seca, esta sugará toda a água mas não nascerá vegetação, este é o exemplo de quem compreende a religião e torna-se benéfico naquilo que foi enviado, aprende e ensina, quanto àquele que não compreende a religião, não aceitará a guia pela qual fui enviado com ela.”

7) A prova do amor (mahabba)

No Alcorão:

“Entre os humanos há aqueles que adotam, em vez de Deus, rivais (a Ele) aos quais professam igual amor que a Ele; mas os fiéis só amam fervorosamente a Deus. Ah, se os iníquos pudessem ver (a situação em que estarão) quando virem o castigo (que os espera!), concluirão que o poder pertence a Deus e Ele é Severíssimo no castigo.”
(Surata 2: 165).

Na Sunnah:

“Três qualidades e quem as tiver, encontrará o sabor da fé, a primeira é de quem ama Deus e Seu Mensageiro acima de tudo; a segunda é a de quem ama as pessoas por amor a Deus; a terceira é a de quem abomina e detesta retornar ao kufr depois de Deus tê-lo livrado dele, como não desejaria ser jogado no fogo…”
(Relatado por Bukhari e Muslim).


Unicidade e Luz
Explicando o Islam de forma clara e simples