Palavras de Aconselhamento » Devoção & Piedade

O mês de Ramadan chegou novamente, o mês do jejum e da oração. É o mês em que é oferecida uma oportunidade para o perdão de Allah e da libertação dos nossos pecados. É o mês para a realização de boas ações e fazer à caridade. É o mês em que as portas dos céus são abertas e as recompensas para nossas ações são multiplicadas várias vezes. É o mês em que as orações são respondidas e a condição dos fieis é elevada. É o mês em que os pecados são perdoados.

Allah concede muitas bênçãos a seus servos, no mês de Ramadan. Este é o mês do jejum que é um dos cinco pilares do Islam. O Profeta (paz esteja com ele) jejuava durante este mês e orientou a seus seguidores a fazerem o mesmo. Ele nos disse que quem jejua neste mês, com fé, buscando a recompensa de Allah, terá todos os seus pecados anteriores perdoados. Ele também informou-nos que todo aquele que está em oração ao longo deste mês terá todos seus pecados anteriores perdoados.

O mês de Ramadan contém dentro dela uma noite que é superior a mil (1000) meses. Quem se nega à bondade dessa noite na verdade é privado dela.

Devemos saudar este mês e abraçá-lo com felicidade e alegria. Devemos ter a verdadeira vontade de observar o jejum e as orações e competir em fazer boas ações. Durante este mês, devemos nos arrepender ardentemente de todos os nossos pecados e encorajar uns aos outros a participar em ações virtuosas e promover o que é certo e coibir o que é errado. Desta forma, conseguiremos alcançar o êxito na realização das bênçãos e as grandes recompensas do Ramadan.

O jejum nos proporciona muitos benefícios e nele contem muita sabedoria. Purifica e fortalece nossos corações. Livra-nos das tendências mais baixas como a nossa exuberância, arrogância e a mesquinhez. Ele reforça as nossas boas características como coragem, perdão e a generosidade. Apóia-nos em nossa luta interior para agradar Allah e buscar a aproximação para com Ele.

O jejum nos ensina sobre nós mesmos e nossas necessidades. Ele nos mostra como somos fracos e como realmente somos dependentes do nosso Senhor. Mostra-nos o quanto Allah nos abençoou. Faz-nos recordar de nossos irmãos que são menos afortunados e inspira-nos a tratá-los bem. Vemos-nos obrigados a agradecer a Allah e a usar as bênçãos que Ele nos deu em obediência a Ele.

Allah chama a atenção sobre estes benefícios quando diz: “Oh vós que credes, o jejum é prescrito a vós ta como foi aos seus antepassados, para serdes piedosos”. (Surah Al Baqarah 2: 183).

Neste versículo, Allah deixa claro que Ele prescreveu o jejum a fim de nos purificar. O jejum é um meio para que possamos aprender autocontrole e cultivar nossa piedade. Piedade é observar os mandamentos e proibições de Allah e Seu Mensageiro (que a paz de Allah esteja com ele), com sinceramente de nosso amor e reverência para com Allah, e evitar a Sua punição e raiva.

O jejum é um grande ato de piedade em si mesmo e um ótimo meio de aumentar a nossa piedade em todos os aspectos da nossa vida religiosa e mundana.

O Profeta (que a paz de Allah esteja com ele) apontou um dos benefícios do jejum quando disse: “Ó jovens, quem dentre vós tem os meios necessários para se casar deve fazê-lo, porque vos ajudará a diminuir vossos olhares e salvaguardará vossas partes privadas. Quem não puder fazê-lo deve jejuar, porque o jejum diminui o desejo sexual”.

A razão que o jejum tem esse efeito é porque Satã flui em nosso corpo igual o sangue que percorre nossas veias. O jejum restringe esse fluxo e ao mesmo tempo age como um lembrete de Allah e Sua grandeza, reduzindo a influência de Satanás sobre a pessoa que jejua, enquanto ao mesmo tempo reforça a sua fé. Ele começa naturalmente a engajar-se em mais atos de obediência e menos atos pecaminosos.

Existem muitos outros benefícios do jejum que podemos descobrir com um pouco de pensamento e reflexão. O jejum é bom para a saúde corporal. Dá ao corpo uma chance de purificar-se dos venenos acumulados, fato que foi confirmado por muitos médicos.

Os textos sagrados falam extensivamente sobre as virtudes do jejum no mês do Ramadan e sobre as obrigações dos fiéis. Allah diz: “Ó vós que credes, o jejum é prescrito a vós ta como foi aos seus antepassados, para serem piedoso. Jejuareis por um número determinado de dias… O mês do Ramadan foi o mês em que foi revelado Alcorão, uma orientação para as pessoas e a evidência de orientação e critério. Então, quem quer que testemunhe este mês deverá nele jejuar. E quem está doente ou em viagem deverá jejuar o mesmo número de dias (mais tarde). Allah deseja facilidade para você e não a dificuldade. Ele quer que você complete o período e que exalte Allah por aquilo que te guiou, talvez assim sejas dos agradecidos”. (Surah Al Baqarah 2: 183-185).

O Profeta (que a paz de Allah esteja com ele) disse: “O Islam é construído em cima de cinco coisas: O testemunho de que não há outra divindade senão Alá e que Muhammad é o Mensageiro de Allah, fazer a oração, pagar o Zakat, o jejuar no mês do Ramadan, e a peregrinação a Casa”. (Sahih Al Bukhari e Sahih Muslim).

Quando o anjo Gabriel perguntou ao Profeta (que a paz de Allah esteja sobre ele) sobre o Islam, ele respondeu: “O Islam é a testemunhar que não há divindade senão Allah e que Muhammad é o Mensageiro de Allah, fazer a oração, a pagar à caridade, fazer o jejum no mês de Ramadan, realizar a peregrinação à Casa, se és capaz de fazer a viagem. (Sunan At Tirmidhi). Gabriel disse então: Disseste a verdade. Então ele disse: Fale-me sobre a fé. O Mensageiro de Allah (que a paz de Allah esteja com ele) respondeu: É de crer em Allah, Seus anjos, Seus Livros, Seus Mensageiros, no último dia, no Decreto Divino, tanto o bom como o ruim. Ele disse: Disseste a verdade. Conte-me sobre a excelência na fé. Mensageiro de Allah respondeu: É adorar a Allah como se estivesse vendo-O, e se você não O vê, saiba que Ele sim esta O vendo. Ele disse: Falaste a verdade”. (Sahih Muslim).

Este hadith é de grande importância e merece uma séria reflexão e consideração.

Depois de Mu’adh ibn Jabal disse ao Profeta (que a paz de Allah esteja com ele): “Conte-me sobre alguma ação que me faça ir ao Paraíso e que me distancie do Inferno. O Profeta (a paz de Allah esteja com ele) respondeu: Você perguntou sobre algo grandioso, sem duvida, é muito simples para aquele a quem Allah torna as coisas mais fáceis. Adorar a Allah e não associar nada a Ele no culto. Estabelecer a Oração, pagar o Zakat, jejuar no mês de Ramadan, e realizar a peregrinação à Casa, se você é capaz de fazê-la. Então o Profeta (que paz de Allah esteja com ele) acrescentou: Não deveria informá-lo sobre as portas da bondade? O jejum é o Paraíso. A Caridade apaga os pecados como a água apaga o fogo”. (Sunan At Tirmidhi).

O jejum é um ato virtuoso com uma recompensa proporcional à sua grandeza. Isto é especialmente verdadeiro no Ramadan, uma vez que Allah fez do jejum uma obrigação para os crentes como um meio para alcançar a sua salvação.

O Profeta (a paz de Allah esteja com ele) disse: “Cada ação do ser humano é para ele e sua recompensa é multiplicada de dez (10) a setecentas (700) vezes. E Allah diz: “Exceto o jejum, porque em verdade ele é para Mim e Eu mesmo irei recompensá-lo, em verdade meu servo abandonou seus desejos, sua comida e sua bebida por Minha causa. Aquele que jejua terá duas alegrias, uma em cima da quebra seu jejum e a outra quando ele encontra o seu Senhor. Certamente o mau hálito da pessoa em jejum é mais doce para Allah do que o perfume de almíscar”. (Sahih al-Bukhari e Sahih Muslim).

O Profeta (a paz de Allah esteja com ele) disse: “Quando Ramadan começa, os portões do Paraíso são abertos e os portões do inferno são fechados e os demônios estão presos acorrentados”. (Sahih Al Bukhari e Sahih Muslim).

O Profeta (a paz de Allah esteja com ele disse: “Na primeira noite do Ramadan, os demônios e os gênios rebeldes são presos em correntes, os portões do Paraíso são abertos até que nenhuma delas permanece fechada. As portas do inferno são fechadas até que nenhuma delas permanece aberta. Então uma pessoa fala a todos: “Oh tu que desejas o bem, saia! O tu que desejas o mal, contenha-se! Allah livrará as pessoas do Fogo (inferno) todas as noites”. (Sunan Al Tirmidhi).

Na véspera do Ramadan, o Profeta (a paz de Allah esteja com ele) deu um sermão e dizendo: “Oh povo! Um grande e abençoado mês está vindo sobre vós, um mês contendo uma noite melhor do que mil (1000) meses. Allah fez do jejum em seus dias uma obrigação e da oração nas noites um ato voluntário. Quem procura aproximar-se de Allah através de qualquer ato virtuoso neste mês, será como alguém que realizou uma obrigação religiosa em outro momento, e quem executa um ato de culto obrigatório neste mês, será como aquele que fez setenta (70) atos em outro momento. É o mês da paciência, e a recompensa para a paciência é o Paraíso”. (Sahih Ibn Khuzaimah).

Devemos aproveitar a oportunidade que nos é apresentada neste mês abençoado e apreciar a grandeza destes momentos, e engajar-se em todo ato a adoração que pudemos fazer. Devemos apressar em realizar boas ações. Allah fez neste mês um tempo para a adoração e para competir com os outros na justiça. Precisamos aumentar as nossas orações e nossos gastos na caridade. Devemos nos ocupar com a leitura do Alcorão. Temos de acelerar a ajuda aos pobres, os necessitados, e os órfãos. O Profeta (a paz de Allah esteja com ele) foi o mais generoso dentre todas as pessoas e era mais generoso ainda no Ramadan. Temos que seguir o bom exemplo do nosso Profeta (a paz de Allah esteja com ele) redobrando nossos esforços neste mês.

Devemos proteger as bênçãos de nossos jejuns, nos proteger de nossos pecados e de nossas falhas. O Profeta (a paz de Allah esteja com ele) disse: “Quem não larga a palavra mentirosa e conduta falsa, Allah não tem necessidade de que se abstenhas sua comida e bebida”. (Sahih Al Bukhari).

O Profeta (a paz de Allah esteja com ele) disse: “Quando qualquer um de vocês está fazendo o jejum durante o dia, não deve entrar em linguagem obscena, nem levantar a voz. Se alguém lhe insultar ou brigar contigo deve dizer: “estou jejuando”. (Sahih Al Bukhari e Sahih Muslim).

Devemos suplicar perdão para Allah neste mês e fazer tudo o que podemos para aproveitar este tempo precioso. Devemos evitar cometer qualquer crime contra o jejum que possa diminuir suas bênçãos e invocar a ira de Allah. Portanto, não devemos ser negligentes de nossas orações ou mesquinhos com o nosso Zakat. Não devemos consumir do juros ou da propriedade dos órfãos. Nós não devemos roubar, oprimir ninguém, nem desrespeitar nossos pais. Não devemos desprezar nossos parentes. Devemos evitar fofocas, calúnias, mentiras e falsidade. Devemos evitar juramentos falsos e as reivindicações. Não devemos raspar ou aparar a barba ou deixar demais crescer o bigode. Não devemos ouvir música e instrumentos musicais. As mulheres não devem exibir seus atributos sem sentido e os homens não devem se misturar com elas. Esses pecados são proibidos durante todo o ano, mas no Ramadan são ainda mais proibidos e ainda mais pecaminosos.

Devemos temer a Allah e evitar o que Allah e Seu Mensageiro (que a paz de Allah esteja com ele) nos proibiram. Temos que estar de pé em meio da obediência no Ramadan e em todo o resto do ano. Devemos chamar uma ao outro a isto para que dessa forma possamos alcançar o êxito e a salvação que é prometida nesse mês.


Unicidade e Luz
Explicando o Islam de forma clara e simples