A moderação na política

Esses pontos que mencionarei brevemente exigem uma investigação mais profunda pois são cruciais para orientar as pessoas, especialmente os jovens: Devemos ser moderados em relação à política tomando uma posição equilibrada entre o cumprimento total e a ignorância desinteressada. Muitas pessoas que vêem os canais via satélite ou lêem algum relato político, podem pensar que estão qualificados para julgar questões políticas. Na verdade, a política é uma ciência muito complexa, mesmo para aqueles que recebem informações de instituições e centros de pesquisa especializados. As pessoas comuns podem ter uma idéia e comentar sobre esta ou aquela situação e quais os procedimentos devem ser seguidos. Sem dúvida alguma, é necessário compreender as questões políticas, porém devemos ter em mente que as autoridades estão mais aptas para lidar com essas questões, porque possuem a sua disposição conhecimentos que não estão disponíveis para as pessoas comuns.

Carecem da moderação necessária àqueles que possam ter certo ponto de vista com respeito a alguma informação da imprensa ou que, habitualmente tenha assistido em canais por satélite e acreditando que são analistas políticos como se fossem os únicos com entusiasmo sobre o tema. É possível que não consigamos compreender todos os temas políticos de forma apropriada, sem duvida, devemos fazer o possível para entender mais além do que estamos ou não de todo convencidos com relação aos mesmos.

Devemos buscar a moderação em questões políticas para assim não serem feitas falsas alegações nem procurar justificações superficiais. Em um extremo estão aqueles que exageram acusando aos demais à primeira vista, embora também existam aqueles que tendem a justificar todas as posições e decisões políticas. Porém a pessoa sábia, o que busca o conhecimento, ou que reivindica um direito justo, deve ser equilibrado neste aspecto, entendendo a situação e lidando com ela de maneira correta.